fbpx

Higiene em laticínios: 4 dicas para terceirizar o serviço

  • Artigos
higiene em laticínios
Compartilhe:

A higiene em laticínios é, como em qualquer outro setor industrial, um importante pilar da qualidade da produção. 

Sendo um processo composto por duas etapas (limpeza e sanitização ou desinfecção), é essencial que ele seja executado por pessoas capacitadas e com o conhecimento técnico necessário para manipular os produtos.

Para garantir que todas as etapas sejam cumpridas com assertividade, uma boa alternativa é optar por uma parceria com uma empresa terceirizada, especializada na higienização de espaços e equipamentos industriais.

Essa é uma forma de garantir o melhor custo-benefício, pois a contratação é dada por um valor fixo que abrange todo um escopo de serviço combinado previamente e estabelecido por meio de contrato.

Considerando que essa é uma escolha que vai impactar diretamente nos seus resultados, separamos algumas dicas para que você entenda melhor o que é importante avaliar antes de fechar negócio.

Acompanhe!

O Círculo de Sinner

Antes de falar sobre a contratação de uma empresa terceirizada, você deve saber quais são os critérios essenciais que garantem uma higiene de qualidade.

O Círculo de Sinner é um reconhecido método de higienização, que considera quatro fatores variáveis como essenciais no processo de limpeza: temperatura, ação química, tempo e ação mecânica.

Temperatura

A temperatura é um aspecto que potencializa os efeitos do produto químico utilizado. Ela facilita a remoção de determinadas sujidades e compostos orgânicos, como óleos, gorduras e graxas. É importante, ainda, se atentar para a especificação técnica de cada produto, uma vez que a temperatura é variável para cada um deles.

Ação química

Essa variável considera o conjunto de produtos químicos mais adequados à limpeza de determinado espaço ou equipamento. Utilizar produtos de alta qualidade e reconhecidamente testados é essencial. Da mesma forma, é preciso ser fiel às especificações recomendadas pelo fabricante, evitando o comprometimento das superfícies, dos maquinários e até do meio ambiente.

Tempo

Esse fator diz respeito ao tempo de ação do produto. Ele depende do tipo de superfície, do volume e complexidade da sujeira, assim como de que forma a limpeza será feita (manual ou com a ajuda de equipamentos).

Ação mecânica

Aqui falamos da execução da higienização em si. Seja ela manual ou mecânica, é importante que seja realizada por pessoas com o conhecimento técnico para aplicar os melhores métodos sem danificar superfícies ou provocar acidentes, se atentando sempre ao uso dos EPI’s. 

Escolhendo uma empresa terceirizada

Quando algum dos pilares do Círculo de Sinner é falho, os resultados da higienização em laticínios acabam não sendo satisfatórios, deixando brechas para outros problemas ou demandando uma compensação no processo. 

Em ambas as situações, a consequência é o aumento dos custos com limpeza. Por isso, é importante escolher uma parceria que assegure os melhores resultados para o seu espaço de produção.

Confira as dicas:

1. Escolha uma equipe com conhecimento técnico

Existem empresas de limpeza especializadas, que podem fazer muito mais do que garantir a higiene do seu laticínio. 

Busque por uma equipe com conhecimento suficiente para contribuir com os processos, oferecer treinamento aos colaboradores e, por fim, que conheçam novas tecnologias e métodos para a utilização de produtos.

2. Verifique os produtos de limpeza utilizados

É fundamental escolher e utilizar os produtos de limpeza corretos. Alguns componentes podem até ter um custo-benefício melhor, mas a longo prazo desgastam superfícies e vedações, assim como gastam mais tempo e água para serem removidos.

3. Mapeie o espaço

A gestão do laticínio é a que melhor conhece o espaço. Por isso, mapear tudo que deverá ser higienizado e levantar o máximo de informações úteis para serem repassadas à empresa parceira é a melhor forma de criar um verdadeiro manual de higienização.

Garanta a profundidade dos detalhes e aponte as necessidades de cada superfície e equipamento, definindo parâmetros que deverão ser seguidos pela equipe de limpeza.

4. Valide e acompanhe o processo

Com todas as especificidades definidas e informações organizadas e repassadas para a equipe terceirizada, é hora de executar as ações. Acompanhe o processo e procure padronizar cada uma das atividades.

Depois, não deixe de validar os resultados da higienização. Realize uma inspeção criteriosa em todo o espaço e aplique análises microbiológicas que permitam comprovar que, de fato, as superfícies estão limpas e sanitizadas ou higienizadas e seguras para uso.

Gostou dessas dicas sobre higiene em laticínios? Confira também nosso artigo sobre boas práticas de higiene para adotar na sua produção de queijos!