Probióticos: o que são, benefícios e o impacto para a indústria de laticínios

  • Artigos
probióticos
Compartilhe:

O consumidor está cada vez mais preocupado com a saúde. Por isso, tem aumentado a procura por produtos de qualidade e que contribuam para o bom funcionamento do organismo. Não é por acaso que o mercado brasileiro de probióticos é o que mais cresce no mundo.

A indústria de laticínios tem um papel importante no desenvolvimento desses alimentos, considerando o potencial de mercado para derivados lácteos probióticos. 

Neste artigo vamos explicar melhor o conceito de probióticos, quais os benefícios para a saúde e as perspectivas para o setor de laticínios. Confira!

O que são probióticos?

De acordo com a definição de Saad (2006), Sanders (2009) e Rocha (2011) transcrita por Wendling e Weschenfelder (2013), probióticos são microrganismos vivos que devem ser administrados em quantidade suficiente para que possam conferir benefícios à saúde do hospedeiro. Para isso, as cepas devem ter os efeitos benéficos comprovados por órgãos reconhecidos.

O uso desses microrganismos tem seu início no Oriente Médio, onde eram prescritos iogurtes e leites fermentados para uso terapêutico, usados para infecções gastrointestinais e para estimular o apetite.

Porém, é importante não confundir probióticos com produtos fermentados. De fato, os fermentados são produzidos considerando o crescimento microbiano desejado durante o processo de produção. 

No entanto, eles não necessariamente contam com uma cultura viva no momento da comercialização do produto, principalmente porque podem existir etapas de processamento após a fermentação.

Sendo assim, a quantidade de microrganismos acaba diminuindo e, aqueles que sobrevivem, talvez já não estejam vivos e em quantidade suficiente para que o produto seja classificado como probiótico.

É claro que existem aqueles que podem ser considerados alimentos fermentados probióticos, justamente por utilizarem microrganismos para processo de fermentação e ainda contarem com as cepas de probióticos cientificamente comprovadas.

Quais são os benefícios dos probióticos?

O sucesso dos probióticos se explica por suas qualidades e benefícios à saúde.

É comprovado que eles são capazes de criar uma barreira física contra agentes patogênicos, impedindo a colonização de outros microrganismos. Além disso, eles atuam na inativação de toxinas e estimulam respostas imunológicas do organismo.

De maneira mais direta, o consumo de probióticos é benéfico à saúde humana pois:

  • Contribui com a melhoria do trato gastrointestinal;
  • Previne o câncer de colo de útero;
  • Melhora a imunidade;
  • Pode auxiliar na absorção de lactose;
  • Melhora a síntese de vitaminas no organismo.

Qual o impacto para a indústria de laticínios?

Sabe-se que produtos fermentados já são, por si só, de grande contribuição para a nossa saúde. 

Ainda que não tenham a mesma carga viva de microrganismos que os probióticos, eles já reforçam a resposta imune e também melhoram o processo de digestão de determinados alimentos. Por isso, o consumo deles também é de extrema importância. 

No entanto, os probióticos e fermentados probióticos abrem uma nova possibilidade para a indústria de laticínios. É uma grande oportunidade de investir em inovação e levar ao consumidor final benefícios como qualidade, saúde e diversificação sensorial.

Em outras palavras, é possível agregar ainda mais valor aos seus lácteos e expandir seus negócios.

Leia também: Vale a pena investir no mercado de Queijo Minas Artesanal?